Blog thumbnail

Carrinho, marsúpios e slings?

Carrinho, marsúpios e slings?

Blog thumbnail em

Com a vinda de um bebé queremos comprar tudo, fazemos uma lista enorme, não queremos que falte nada para o grande dia!

Envolvemos, os avós, os tios e amigos no nosso momento, recebemos as melhores opiniões, conselhos e todos querem fazer parte dos melhores presentes.

Há acessórios que são imprescindíveis e outros nem por isso… é só para o caso de precisarmos.

O carrinho, marsúpio e slings são dos acessórios que nos dias de hoje dá que pensar… uns porque temos muitas opções de escolha e outros, porque não sabemos se faz bem ao nosso bebé…

 

Carrinho

O carrinho é uma das opções, que a nós pais, ainda dá “dores de cabeça”. Além de termos de ponderar as caraterísticas de cada um… sim, porque temos carrinhos citadinos, que combinam a funcionalidade com o nosso estilo, carrinhos com rodas duras e grossas para enfrentar qualquer terreno, e ainda, e não menos importante, o espaço da mala do carro.

Segundo alguns profissionais, existem 4 itens importantes a ter em conta, que podem ajudar na hora de escolher o carrinho para o seu bebé:

Marsúpios

O marsúpio é um tema com alguma discórdia. É recomendado por alguns pediatras e fisioterapeutas, mas desaconselhado pelas consultoras de babywearing. Um dos pontos de discórdia, é a ideia que os marsúpios são causadores de Displasia da anca, o que para alguns profissionais de saúde o tratamento desta patologia é colocar o bebé com as pernas abertas a 180º.

As pessoas que estudam o desenvolvimento do bebé e os diferentes tipos de porta-bebés (tais como composição, matérias-primas), as consultoras de babywearing, consideram os marsúpios fortemente prejudiciais em 3 pontos:

Slings

O sling é em tecido geralmente com 5 metros de comprimento por 60 cm de largura, que através de argolas ou em forma de enrolar à cintura, prende o bebê a quem o estiver a usar.

O sling é o que menos causa discórdia, uma vez que pelas suas caraterísticas, além de estreitar o vínculo entre quem usa e o bebé, oferece liberdade e evita dores nas costas e nos braços.

Após algumas pesquisas, e não por experiência própria, e creio que não esqueço nenhuma, abaixo saliento vantagens do uso do sling:

 

O marsúpio e o sling, são geralmente acessórios que compramos para quando precisarmos. Não ocupam espaço, e facilitam as deslocações com o nosso filho, mantendo-o em contato connosco, sem ter de apoiá-lo nos braços, ficando os mesmos livres para realizar outras atividades.

Eu não comprei, emprestaram-me, um marsúpio na gravidez da minha filha mais nova, Maria Leonor.

Confesso, que sou uma mãe que “estraga” com colo, adoro tocar, mimar e sentir, mas apenas utilizei o marsúpio uma vez…

Não sei explicar o motivo pelo qual não dei uso a este acessório, mas experimentava em casa, e depois não conseguia colocar a Maria Leonor quando saía à rua…, mas tinha-o sempre no carro, para que se algum dia precisasse.

Nesse dia, tinha a Maria Leonor 9 meses, estava sozinha com os meus três filhos, e precisava de umas “nicas” para casa, e tinha de ir ao hipermercado mais próximo.

Além da pressa, tirar o carrinho da mala do carro, parecia-me muito trabalho…coloquei o marsúpio e com toda a minha insegurança, consegui levar a Maria Leonor e dar a mão aos mais pequenos, e ainda, trazer as “nicas” na mochila.

Lembro-me, que me senti observada, ou porque acharam piada levar os três em cada lado ou por discordarem do que estava a fazer….

Não me considero fanática em redor de determinados temas, acho que devemos conciliar o melhor para os nossos filhos, simplificando a azáfama do dia-a-dia.

E se hoje em dia, temos acessórios que nos permitem conciliar liberdade de movimento das mãos, braços, enquanto estamos a dar colo ao nosso bebé, porque não usar?

Existe alguma melhor coisa no mundo do que sentirmos o coração, cheiro e a pele macia do nosso bebé?

Deixe uma mensagem

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Carrinho de Compras

0

Nenhum produto no carrinho.